Pelo menos 23 pessoas morreram, neste domingo (3), na passagem de um tornado que provocou danos “catastróficos” a edifícios, estradas e cortes de eletricidade no estado do Alabama, no sul dos Estados Unidos, informou o xerife local.

“Infelizmente nosso saldo, em relação às mortes, é de 23 no momento”, disse Jay Jones, xerife do condado de Lee, localizado no leste do Alabama, na fronteira com a Geórgia, à afiliada local da rede CBS, reconhecendo que há crianças entre as vítimas.

Um pouco antes, Jones havia dito a repórteres que várias pessoas estavam desaparecidas e outras hospitalizadas, algumas com “ferimentos muito sérios”.

“A devastação é enorme”, afirmou, acrescentando que não se lembra de uma situação semelhante em termos de perdas humanas “nos últimos 50 anos”.

No final do domingo, o presidente americano, Donald Trump, expressou condolências aos afetados.

“Para a grande população do Alabama e das áreas vizinhas: Por favor, tenham cuidado e fiquem a salvo”, escreveu ele no Twitter.

“Os tornados e tempestades foram realmente violentos e podem vir mais por aí. Às famílias e aos amigos das vítimas, e aos feridos: Que Deus os abençoe!”, acrescentou.