No verão, as pessoas lembram de passar o protetor solar, prática que deveria ser adotada o ano inteiro. Na farmácia Vide Bula, em Tubarão, as vendas nesta época aumentam 70% em comparação com os outros meses.
No verão, as pessoas lembram de passar o protetor solar, prática que deveria ser adotada o ano inteiro. Na farmácia Vide Bula, em Tubarão, as vendas nesta época aumentam 70% em comparação com os outros meses.

 

Karen Novochadlo
Tubarão
 
Ontem foi o dia mais quente dos meses de janeiro registrado em Tubarão nos últimos dois anos. A temperatura mínima chegou a 25,2ºC e a máxima a 36,8ºC. Até sexta-feira, as temperaturas diminuirão um pouquinho e ficarão por volta dos 35ºC. No entanto, é propícia a formação de temporais, granizos, ventos fortes até tornados. 
 
Hoje deve chegar uma frente fria pelo oceano Atlântico e uma massa de ar quente e úmido da Amazônia, o que provocará pancadas de chuva. A umidade do ar também deve aumentar. Ontem era de 40%. “O tempo estará instável, o granizo, ventos e até um possível tornado podem ocorrer em áreas isoladas, mas as pessoas devem tranquilizar-se”, comunica o climatologista Rafael Marques. 
 
A Defesa Civil do município está em alerta desde o último dia 23. “Durante este mês, sempre teremos um funcionário em sobreaviso, o que é normal neste período por causa das chuvas”, avisa o coordenador José Luiz Tancredo. Na última semana, o órgão, em parceria com a Unisul, começou a delimitar as áreas de risco do  município. 
 
Enxurradas e ventos fortes causam danos em SC
Quatro municípios catarinenses sofreram com as chuvas dos últimos dias, incluindo Orleans. Lá, 30% da região foi afetada por enxurradas e cinco mil pessoas prejudicadas. Duas residências sofreram danos e o sistema de transporte teve problemas. 
Em Joinville, a Defesa Civil registrou 27 pontos de deslizamentos, queda de muros e árvores. Além disso, duas casas foram interditadas, as estradas não pavimentadas foram danificadas e três pontes estão comprometidas. Na cidade de Presidente Getúlio, cinco bairros contabilizaram prejuízos por causa dos ventos fortes e da enxurrada, que afetou 5,9 mil pessoas. 
 
Redobre os cuidados com a saúde no verão
Com o calor, aumentam os atendimentos nos hospitais e postos de saúde por causa de quedas de pressão e desidratação. Alguns simples cuidados com a alimentação, pele e escolha das roupas podem evitar muitos transtornos. 
Durante períodos quentes, o corpo trabalha para conservar a temperatura. Então, adotar algumas medidas pode ajudar e muito a manter a saúde. Umas das recomendações médicas mais frequentes é tornar o protetor solar um item de uso obrigatório antes de sair de casa. “As pessoas têm que evitar expor-se nos horários que o sol é mais forte, entre 10 e 16 horas”, orienta o especialista em clínica médica Rafael Hass, da Socimde, em Tubarão. 
 
Outros cuidados devem ser tomados na hora de realizar atividades físicas. O praticante deve  procurar utilizar roupas leves, frescas e claras, que facilitam a transpiração. O exercício deve ser feito em horários em que o sol não seja tão forte. E é vital tomar muita água. Quem for diabético, hipertenso, estiver com o colesterol e pressão alta deve procurar a orientação de um médico antes de se exercitar. Sem os cuidados necessários durante estes esforços físicos, o sistema cardiovascular pode sofrer uma sobrecarrega e provocar queda de pressão e desmaios.
 
A alimentação, principalmente fora de casa, deve ter uma atenção especial. “Os alimentos com gosto, cheiros diferentes e expostos na temperatura ambiente devem ser evitados. Podem provocar infecções por bactéria, como a salmonela”, alerta o médico. Deve-se evitar frituras, gorduras e carnes em excesso.  A prioridade deve ser frutas, verduras e comidas leves. 
A água também deve ser ingerida periodicamente. Nos dias mais quentes, o consumo deve ultrapassar dois litros.