Um homem suspeito de praticar pelo menos 20 sequestros-relâmpago em Curitiba foi preso pela Polícia Militar de Santa Catarina. De acordo com o delegado Marcelo Magalhães, da Delegacia de Furtos e Roubos do Paraná,  ele tinha fugido por causa da repercussão dos crimes cometidos na capital paranaense. 

Conforme a polícia ele foi detido na sexta-feira (22), mas não foi informado em qual cidade. “Como ele tinha mandado de prisão aberto também em SC ele foi preso pela polícia catarinense”, afirmou o delegado. 

Nesta segunda-feira (25), ele foi identificado por dez pessoas em Curitiba, mas a polícia acredita que ele já fez pelo menos 20 vítimas.  De acordo com Magalhães, todas as vítimas que o identificaram pelos sequestros são mulheres. Em muitos casos, elas estavam com crianças. 

O suspeito levava as vítimas até um caixa eletrônico para realizar saques. Quando não conseguia o dinheiro nesta abordagem, ia até a casa da pessoa para roubar objetos valiosos. 

Em um dos casos, segundo o delegado, o suspeito levou mais de R$ 40 mil em jóias da casa de uma das vítimas. Em Curitiba, ele agia principalmente nos bairros Água Verde, Cabral e Juvevê. 

De acordo com o delegado, o suspeito será indiciado pelo crime de sequestro-relâmpago, que tem pena prevista de 6 a 12 anos.