#Pracegover foto: na imagem há uma mulher sendo vítima de violência doméstica
#Pracegover foto: na imagem há uma mulher sendo vítima de violência doméstica

O suspeito de oferecer uma bebida batizada para estuprar uma jovem de 19 anos em uma praia de Florianópolis, no final de dezembro do ano passado, foi preso temporariamente nesta quarta-feira (2), em Curitiba.

O homem de 27 anos trabalhava na Capital desde o início da temporada de verão. Segundo a vítima, ela estava próxima ao quiosque quando o investigado ofereceu a bebida que já estava preparada. Ele teria insistido para que a jovem comprasse o drink.

O pai da vítima relatou à polícia que a encontrou desorientada na praia de Jurerê, no Norte da Ilha, horas depois de ela ter saído para dar uma volta de bicicleta, no fim da tarde.

Segundo o delegado Luis Felipe Rosado, um dos responsáveis pela investigação, a jovem contou que se sentiu mal após ingerir a bebida e não lembra do que aconteceu em seguida, no anoitecer de 27 de dezembro.

Exames comprovaram que a vítima sofreu abuso sexual e que perdeu a capacidade de resistência depois de ingerir uma substância, ainda desconhecida. O laudo toxicológico ainda não foi divulgado.

O suspeito, que é morador da Capital paranaense, fugiu de Florianópolis logo após o início das apurações.

A Sala Lilás, unidade avançada da Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso) e a Core (Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais) investigam o caso.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: NDMais