Brasília (DF)

A secretaria de saúde de Minas Gerais confirmou, nesta sexta-feira, o terceiro caso de febre amarela no estado. O paciente, de 27 anos, mora em Pouso Alegre, mas esteve no município de Catalão (GO) entre os dias 15 e 17 de janeiro, período em que foi infectado. Os primeiros sintomas da doença apareceram dia 21, quando o paciente já havia retornado de viagem.

Em nota divulgada e por meio de exames realizados pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), a secretaria informou que ele não estava vacinado contra a doença. Ele foi hospitalizado no último dia 3, em Pouso Alegre, e permaneceu internado até quinta-feira, quando recebeu alta.

Segundo a secretaria de saúde, não há focos do mosquito Aedes aegypti – transmissor da febre amarela – na cidade mineira. Entretanto, foi realizada uma busca ativa de pessoas não-vacinadas na área onde reside o paciente para que a imunização seja feita. A nota informou que a confirmação do terceiro caso de febre amarela não altera a estratégia de vigilância da doença – mantendo-se as recomendações de vacinação para pessoas que visitem áreas de risco em todo o país.

O primeiro caso confirmado de febre amarela em Minas Gerais foi registrado em Uberlândia. O outro caso foi confirmado como quadro leve da doença. O paciente, 44 anos, esteve na zona rural de Marzagão, interior de Goiás, durante a primeira quinzena de janeiro – época em que foi infectado.