Em alguns dicionários a palavra ‘Superação’ é descrita como a ação de superar, de ultrapassar uma situação desagradável ou perigosa. Ao trazer o conceito para a vida real, encontramos a história de Cristiane Pereira Ponciano, de 42 anos, de Imbituba, que sofreu um acidente doméstico em fevereiro e hoje e neste sábado voltará a empreender após quatro meses.

Neste sábado (27), Cristiane fez a sua primeira entrega de encomenda de doces e salgados depois de ter sofrido queimaduras ao ser atingida por óleo quente de cozinha. Na hora do incidente ela fritava salgados para uma encomenda. “Não vou abusar porque ainda não estou totalmente recuperada, mas estou muito feliz em voltar a trabalhar para ajudar meu esposo nas despesas da casa. Graças a Deus tive uma clientela muito boa, que não esqueceu o sabor dos meus salgadinhos e docinhos”, comemora.

Por causa da queimadura, a empreendedora passou pelo procedimento cirúrgico de enxerto de pele nas pernas no Hospital Tereza Ramos, em Lages. Na região da Serra, a mulher ficou por três semanas internada. “Estou reagindo bem ao tratamento de fisioterapia e cicatrização da pele. Além dos doces e salgados tenho intercalado com trabalho de artesanato de flores de feltro”, conta.

Cristiane pretende adquirir em breve uma fritadeira e uma máquina de costura, que ajudará nos movimentos dos pés e também a acelerar os trabalhos. “Faço tudo manualmente mais não importa. Tenho até encomendas dos artesanatos. Aos poucos a situação está voltando a normalidade. Agradeço a todos que me ajudaram e continuam me ajudando nessa fase difícil, mas foi bem mais fácil com todas as pessoas que me apoiaram”, assegura.

A empreendedora, sofreu queimaduras de 1º e 3º grau nas duas pernas. O filho da mulher de 7 anos, foi usar a lixeira próxima a mãe e esbarrou na mulher, que estava com uma panela quente de óleo. Para o óleo não virar no garoto, ela puxou a panela para si e o produto acabou caindo sobre as suas pernas.

Desde o ocorrido, ela fazia o tratamento das queimaduras com uma enfermeira particular. Mas no dia 10 de março ao passar pelo atendimento de um médico, ele a encaminhou para a internação no hospital da cidade portuária e posteriormente ela foi transferida para o hospital na Serra Catarinense. Para o procedimento do enxerto, os profissionais de saúde retiraram a pele de uma coxa e colocaram nas duas pernas.