O Superior Tribunal de Justiça (STJ) sofreu um ataque hacker na terça-feira (3). A informação foi confirmada pelo órgão que disse haver uma invasão detectada na rede de informática do tribunal durante as sessões por videoconferência de seis turmas julgadoras.

De acordo com o site Tecnoblog, há fortes indícios de que o STJ foi vítima de um ransomware, ou seja, um malware que criptografa todos os dados e promete liberá-los mediante resgate em dinheiro.

O acervo completo de processos do STJ foi criptografado, e sistemas que estavam nos servidores do tribunal, incluindo e-mails e até mesmo os backups só poderão ser liberados após os hackers emitirem um código.

O presidente do tribunal, ministro Humberto Martins, acionou a Polícia Federal para investigar o ataque. A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (STI) está trabalhando na recuperação dos sistemas para restabelecer todos os serviços da corte o mais rapidamente possível.

O portal Tecnoblog informou que o técnico responsável por monitorar o firewall e proteger os sistemas do STJ estaria trabalhando em home office devido à pandemia da COVID-19. Antes da pandemia só era  possível ter acesso aos servidores de forma presencial e isso pode ter facilitado a entrada do invasor, que segundo o portal, já havia entrado nos sistemas do STJ no domingo e realizou o ataque dois dias depois.

O STJ informou que funcionará em regime de plantão até a próxima segunda-feira (9), e durante esse período estarão suspensas todas as sessões de julgamento por videoconferência e também as sessões virtuais destinadas à apreciação de recursos internos (agravos internos, agravos regimentais e embargos de declaração), e audiências.

Nesse período, medidas urgentes como liminares em habeas corpus serão decididas pela presidência do tribunal. Os prazos processuais administrativos, cíveis e criminais estão suspensos até dia 10.

Sites do Governo também estão fora do ar

Os sistemas do Ministério da Saúde também estão fora do ar e podem ter sido alvo de invasores na madrugada desta quinta-feira. O Portal Tecnoblog disse que a rede foi desativada por volta das 9h30, impedindo o uso de alguns sistemas internos do SUS e o e-mail funcional.

O ministério não confirmou a invasão, mas disse que investiga uma “inconsistência” nos sistemas, sem prazo para voltar a funcionar. Os serviços para usuários externos ainda funciona.

Sistema do DF está fora do ar (Imagem: Reprodução/SEI-DF)

Outros sites com domínio df.gov.br, que corresponde ao governo do Distrito Federal também aparecem a mensagem de erro: “Não é possível acessar esse site, ERR_CONNECTION_TIMED_OUT”.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul