Em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus que atinge todo o mundo, a solidariedade surge como uma forma de deixar algumas situações menos difíceis para todos. Sabe-se que o celular, por exemplo, é uma ferramenta essencial para professores e estudantes realizarem inúmeras tarefas do dia a dia.

Porém, nem todos os alunos que necessitam realizar atividades a distância possuem um aparelho que possa contribuir com vários discentes da rede pública municipal e estadual. Em Braço do Norte, Allan Lopes Prudêncio, iniciou uma campanha para a doação de aparelhos em bom estado para atender a demanda. “A ideia é arrecadar celulares e entregar para famílias e crianças de baixa renda, que não tenham os aparelhos. Já que as aulas são ministradas todas on-line e todo material e conteúdo é encaminhado virtualmente, muitas estão com dificuldades de acompanhar tudo isso”, observa.

Prudêncio enfatiza a necessidade de inclusão digital para que a educação a distância funcione para todos. Ele explica que a iniciativa é uma forma de contribuir com a educação neste momento de dificuldade. “Foi uma forma solidária que encontramos para contribuir com os estudantes e a população de Braço do Norte. A educação também tem que ser prioridade”, assegura o bacharel em Direito

O uso da internet por meio de celulares, notebooks, tablets ou um computador neste período é vista como a melhor forma de promover as atividades de ensino. Ela é considerada útil para manter os alunos vinculados ao ambiente escolar e ativos. “Hoje as crianças que não possuem acesso ao conteúdo online, vão até a escola, pegam o material impresso, levam para casa e depois entregam na escola novamente. Essa questão também seria resolvida. Se conseguirmos um aparelho, será uma criança beneficiada. Neste momento já seria importante”, finaliza.

As pessoas que podem contribuir com a iniciativa de Allan devem entrar em contato com o bacharel por meio das redes sociais Facebook e Instagram Allan Lopes Prudêncio e também pelo WhatsApp (48) 99951-3106. Ao entrar em contato, Allan passará para recolher o aparelho e explicar como ocorre o processo. Segundo ele, o contato pessoal é importante para a prestação de conta do que será feito.