Karen Novochadlo
Capivari de Baixo
 
A ideia é simples. Um site oferece um produto com bons descontos. É necessário um número mínimo de compradores para que a venda seja efetivada. Este é o princípio do fenômeno da internet chamado de compra coletiva
.
A modalidade chegou ao Brasil na metade do ano passado. Contudo, em Tubarão, a prática iniciou no fim do de 2010. O site Meu Barato (www.meubarato.com), por exemplo, começou recentemente as atividades de varejo em Tubarão  – atua também na região de Criciúma. O sócio-proprietário do endereço eletrônico Rene Ferreira, 44 anos, conta que oferece um ou dois produtos por semana com um bom desconto. Pode ser uma pizza ou produtos de beleza.
 
A empresa é a ligação do consumidor e do vendedor. Ou seja, expõe o produto e oferece formas de pagamento. Mas é o vendedor que entrega a mercadoria.
 
“As vantagens para o nosso parceiro é que mais pessoas conhecem seus produtos e serviços. Eles têm o potencial de se tornar clientes fiéis. Em Criciúma, por exemplo, temos uma pizzaria que vendeu 450 pizzas em uma semana”, conta Rene.
Para evitar que um usuário do site compre vários cupons, a venda é limitada por um ou dois itens.