Wagner da Silva
Braço do Norte

Quem receber um boleto bancário, mesmo que registrado em nome de algum banco, deve procurar o sindicato pelo qual é associado antes de efetuar qualquer tipo de pagamento. O alerta é feito pelo Sindicato Rural de Braço do Norte e diz respeito a um boleto que os sócios vêem recebendo e pode tratar-se, na verdade, de mais um golpe.

Os estelionatários utilizam o nome da Associação Comercial e Empresarial do Brasil e emitem os boletos, no valor de R$ 237,50, a fim de quitar uma ‘contribuição empresarial’. Na fatura, existe também um número telefônico, mas, ao ligar, apenas uma “música” atende o telefonema.

A Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) denunciou o caso ao Ministério Público do Trabalho (MPT). Durante as investigações, descobriu-se que esta forma de estelionato aumenta a cada dia no país. O golpe é também denunciado nos sites da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado de Santa Catarina (Fetaesc).

Em Braço do Norte, a direção do sindicato soube do golpe através da agricultora Valéria Effting Schulz, esposa do associado Lindomar Schulz. “Fui à agência dos Correios pegar a correspondência e verifiquei que tinha este boleto. Como recebemos apenas a conta do telefone, desconfiei e procuramos o sindicato, que comunicou a fraude”, detalha Valéria.
O presidente do Sindicato Rural de Braço do Norte, Edésio Oenning, orienta que os associados não efetuem nenhum tipo de pagamento até verificar se o boleto é verdadeiro, ou não.