Wagner da Silva
Braço de Norte

A parceria entre Sindicato dos Trabalhadores Rurais e o Banco do Brasil começa a dar resultados. Ontem, o produtor Edson Wiggers assinou o primeiro contrato de financiamento através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

A parceria surgiu após reunião, realizada no fim de janeiro, onde foram discutidas as responsabilidades e ações. A partir daí, o sindicato ficou responsável pelo Canal Facilitador de Crédito (CFC) e passou a promover o custeio para o produtor. Após preparada, a documentação segue, através do sistema, para o banco, onde o cadastro é formalizado.

Para Edson, primeiro beneficiado, o acesso ao crédito foi fácil. “Tornou-se melhor, já que tratamos com o sindicato, que conhece o dia-a-dia do produtor e ajudou a resolver o problema”, garante.
Para o presidente do sindicato, Adriano Schueroff, a parceria beneficiará todas as partes envolvidas. “Há dois anos, não tivemos suporte do banco para esta ação. Agora, temos, com o mesmo banco, o apoio necessário. O sindicato convive com o produtor e, com este acesso aos recursos do programa, o banco torna-se um grande parceiro”, destaca.

Segundo o gerente da agência, Antônio Luiz de Lima, o Pitt, com a parceria, o banco terá um grande ganho, principalmente na velocidade de atendimento. “No período entre 2007 e 2008, foram realizadas 870 operações como esta, o que congestiona o atendimento, devido à demanda de funcionários necessária. Com o CFC agilizado pelo sindicato, os serviços bancários serão desafogados”, explica.

Pronaf
Os interessados em custear produção através do Pronaf devem procurar o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, localizado na rua Jorge Lacerda, nº 117.