Tubarão
 
Em meados de 2010, a administração do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) propôs a negociação de um novo plano de cargos e salários para os servidores. A negociação foi oficial e representou um acordo pela implementação do novo plano. 
Agora, após quase dois anos e já com o projeto com nove votos favoráveis no plenário do tribunal, a administração tenta reverter o negociado anteriormente. Com isso, o Sindicato dos Servidores do Judiciário (Sinjusc) protocolou, ontem, o ofício onde informa que os trabalhadores de todo o estado paralisam atividades nesta quinta-feira, por 24 horas, como forma de protesto.
A categoria justifica  que a medida visa repudiar publicamente a não aprovação do plano de cargos e salários, além do fato do TJ ter anunciado que a implementação do plano não é viável financeiramente, motivo usado pela administração do TJ para fechar as negociações com os servidores.