Tubarão

Um dia jejum, abstinência e respeito. É assim para muitos católicos que mantêm a tradição da Sexta-feira da Paixão, dia da morte de Jesus Cristo. Comunidades eclesiais de todo estado realizaram a celebração do senhor morto, uma das mais prestigiadas pela comunidade católica. O rito emociona a todos os fiéis que acompanham a missa onde não há a consagração da eucaristia. O silêncio impera durante a cerimônia em respeito a morte do Senhor.

Em Tubarão, as ruas centrais foram completamente tomadas por um multidão de fiéis. Ora ao som de cantos religiosos, ora em oração, a procissão do Senhor Morto terminou por volta das 20h30min. A caminhada significa, para os católicos, o sepultamento de Jesus Cristo. O jejum e a abstinência remetem à luta do povo, salvo por Jesus, pela manutenção dos ensinamentos cristãos.

Após a procissão, as imagens do senhor morto e de Nossa Senhora das Dores foram dispostas na Catedral, em silêncio, e houve o espaço para a beijação dos santos. Em seguida, o bispo Dom Jacinto Bergmann e outros padres da diocese celebraram a missa da Sexta-feira da Paixão, considerada o primeiro dia do Trídou Pascal (três dias de meditação antes da Páscoa).

Neste sábado, os cristãos celebram o Sábado de Aleluia, último dia da Semana Santa. É nesta data que há a malhação de Judas, que representa a morte do apóstolo Judas Iscariotes. No Sábado Santo, também é celebrada a Vigília Pascal depois do anoitecer, dando início à Páscoa. No domingo, celebra-se a ressurreição de Cristo (Confira no quadro ao lado o restante da programação na Catedral de Tubarão).

Programação do fim de semana
Sábado
19h30min – Vigília da ressurreição com bênção do fogo novo, do círio pascal, procissão e anúncio de Páscoa, bênção da água e missa da vigília pascal.

Domingo
Ressurreição do Senhor. Haverá missa na Catedral de Tubarão às 9, 18 e 19h30min.

Dia 18 (próximo sábado)
9 horas – Páscoa dos idosos e dos doentes, na Catedral.