Tubarão

As igrejas católicas, realizam neste domingo (25), a celebração de Ramos, que abre a Semana Santa. Para os católicos é um dos momentos mais importantes da religião. Em Tubarão e cidades vizinhas, diversas celebrações ocorrem neste fim de semana.

No Domingo de Ramos, a igreja recorda a entrada de Jesus à cidade de Jerusalém, antes da saga da paixão, morte e ressurreição. É aquele dia que os fiéis vão à missa e levam ramos de coqueiro ou palmeiras. Em um primeiro momento, todos seguem em procissão, retratando o fato histórico e, depois, haverá a missa.

“O Domingo de Ramos abre a semana maior, a Semana Santa. É nesta época que celebramos o mistério da paixão, morte e ressurreição de Jesus. A semana tem um ponto alto, o Tríduo Pascal, na Quinta e Sexta-Feira Santa e o Sábado Santo. No primeiro dia se faz memória ao lava pés, lembrando que Jesus veio para servir e também a instituição da Eucaristia e do sacerdócio. Já na sexta, a paixão, a morte, a crucificação e a via-sacra, e no sábado celebra-se a ressurreição, o cristo que não fica no túmulo e a vida que vence a morte e, por fim, temos o domingo que celebramos a ressurreição”, explica o vigário Rafael Uliano, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no bairro Humaitá, em Tubarão.

Na próxima quinta, como ocorre todos os anos, o bispo Dom João Francisco Salm, encontra-se com os padres, diáconos, seminaristas, religiosos e religiosas da diocese e, nesta celebração, abençoa o óleo dos enfermos e também dos catecúmenos (aqueles que serão batizados) e consagra o óleo do crisma que depois é utilizado para o sacramento do crisma, ungir as mãos dos padres que serão ordenados, as crianças no batismo e os altares que serão consagrados.