Liliane Dias
Braço do Norte

O Dia Internacional do Cooperativismo é comemorado no primeiro sábado de julho. O cooperativismo é um sistema econômico que faz das cooperativas a base de todas as atividades de produção e distribuição de riquezas, com o objetivo de espalhar ideais e atingir, como um todo, o desenvolvimento econômico e social, através da união de pessoas voltadas ao mesmo fim.

Defender a reforma pacífica e gradual de um grupo, buscar soluções para os problemas comuns através da união e integração pessoal, além de buscar correções de desníveis e injustiças sociais através da repartição harmoniosa de bens e valores são também objetivos do cooperativismo.

Para um índice relativamente alto de desemprego, essa é uma ação possível para enfrentar a exclusão de trabalhadores no processo produtivo e é adotada há algum tempo. Além de possibilitar trabalho, há perspectiva para a produção de uma maneira alternativa. A ação coletiva de pessoas trabalhando em seu próprio negócio permite não apenas a inclusão social, mas um estímulo ao cidadão capaz de se organizar.

Se o cooperativismo, por um lado, reproduz a lógica da terceirização, por outro, passa a ser um importante instrumento de resistência ao atual contexto de exclusão. O reforço à organização dos trabalhadores desempregados, através das cooperativas, permite, no mínimo, que sejam amenizados problemas de grande parte da população que enfrenta dificuldades para superar suas condições.

No Vale de Braço do Norte, após a criação da primeira cooperativa, várias outras seguiram o exemplo e muitos empreendedores aprovaram a iniciativa. Hoje, são aproximadamente dez. A Cooperativa de Eletrificação de Braço do Norte e Rio Fortuna (Cebranorte), uma das mais antigas da região, foi criada em 1962 e, em 1967, iniciou os trabalhos.

A empresa, que iniciou com 42 sócios, hoje conta com mais de 14 mil associados nos seis municípios em que atua (Braço do Norte, Gravatal, Armazém, Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima e Grão-Pará). A Cerbranorte colabora em diversas áreas da sociedade com o desenvolvimento sócio-econômico, através do fornecimento de energia elétrica e promoção de ações na área sócio-cultural.