Desde o início da pandemia, 703 pacientes já foram atendidos no Hospital São José, em Criciúma, entre suspeitos e confirmados. Desde então, muitas altas também.

Mas na terça-feira (2), um momento especial e de muita alegria para toda a equipe tomou conta dos corredores do hospital. Foram seis altas por Covid-19, em um só dia.

“Quando vemos a recuperação dos pacientes, e eles indo para a casa bem, nosso coração se enche de alegria. Saber que o tratamento foi positivo e a gente ajudou de alguma forma, isso não tem preço”, pontua Thamillis Peruchi Scunderlik, gerente de enfermagem do HSJosé.

Entre os pacientes que tiveram alta, uma história que chamou a atenção devido à idade foi a de uma idosa de 97 anos, que estava internada há 17 dias por Covid-19 e não precisou ir para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Dona Maria Margarida Pescador foi um exemplo de superação.

“Ver minha avó de alta ontem foi um momento de muita alegria. Desde o começo, foi uma batalha. Todo dia uma notícia ruim, mas depois tudo foi melhorando. Deus é muito bom”, contou uma das netas que acompanhou a avó desde o início do tratamento, Iara Borges de Medeiros.

Como forma de registrar, enfermeiras e técnicas do HSJosé, com apoio de voluntárias e demais profissionais do hospital, encaminham todos os internados por Covid-19 de alta ao corredor do amor. O grupo acompanha estes pacientes até a porta de saída da entidade, cantando e aplaudindo todos que vão para a casa.

“A atenção dos médicos e enfermeiras para com minha mãe foi muito importante. Estamos muito felizes e só temos a agradecer ao hospital”, comentou um dos filhos, João Batista Luciano.

Para atendimento especialmente ao Covid-19, o HSJosé conta com 102 leitos de internação e 18 leitos de UTI. Hoje, na entidade, há 16 pacientes internados em enfermaria e quatro pacientes na Unidade de Terapia Intensiva.