Carolina Carradore
Tubarão

Agora é oficial. Ainda neste primeiro semestre, Tubarão contará com um sistema de monitoramento eletrônico nos principais pontos da cidade. O Notisul antecipou a instalação de câmeras de segurança já em novembro do ano passado, com exclusividade.
O edital de licitação já está na praça desde o dia 14 de dezembro e o processo só não chegou ao fim ainda porque uma das empresas participante da concorrência impugnou o processo.

A empresa alega que o edital possui exigências desnecessárias. Agora a secretaria estadual de segurança pública, analisa se um novo edital será, ou não, lançado. De qualquer forma, o secretário Ronaldo Benedet assegurou que o sistema será mesmo instalado até junho deste ano.
Ontem ele e outros gestores de segurança pública, empresários e representantes de entidades civis de Tubarão reuniram-se para discutir as ações que precisam ser implementadas em Tubarão no que diz respeito a segurança pública.

Atual presídio será transformado
em uma instituição penal feminina

Entre os vários assuntos abordados na reunião com gestores de segurança pública, empresários e representantes de entidades civis de Tubarão, estava uma sugestão do delegado regional Renato Poeta, quanto a utilização do prédio hoje ocupado pelo Presídio Regional.

Para ele seria interessante que o estado realizasse uma ampla reforma no local e o transformasse em um presídio feminino e para presos cautelares. O Notisul já levantou esta possibilidade no ano passado e, na ocasião, o secretário estadual de segurança pública, Ronaldo Benedet, disse que analisaria a questão.
Pela resposta dele ontem, a ideia será colocada em prática. Benedet não só acatou a sugestão como pediu que um ofício seja enviado à secretaria para colocar o projeto em prática.

Aumento do efetivo
Como sempre, o pedido de aumento no efetivo do 5º Batalhão de Polícia Militar de Tubarão não poderia faltar. Benedet explicou que isto somente ocorrerá mediante a realização de uma novo concurso público. A intenção é abrir vaga para contratar mais dois mil policiais militares. “Isto, porém, depende da secretária (estadual) da fazenda. Não há nada previsto por enquanto”, pontuou.

Chuva podem atrasar a obra
do novo prédio do presídio

Rafael Andrade
Tubarão

Em pouco mais de dois meses de obras, o engenheiro Murialdo Gregório Briguenti, responsável pela construção do novo prédio do Presídio Regional de Tubarão, já corre contra o tempo. A obra está no cronograma previsto no contrato, mas fora daquilo que previa Briguenti. Ontem, ele mostrou os avanços da construção ao secretário de segurança pública, Ronaldo Benedet.

O receio de um atraso no cronograma tem um único motivo: o excesso de chuva. “O terreno encharca fácil e perdemos um pouco de tempo. Mas acredito que o prazo será cumprido”, pontua Briguenti.
O trabalho de fundação está quase todo executado. Nos próximos dias, confirmou o mestre-de-obras Giovani André Cabino, o efetivo será aumentado para agilizar o serviço.

“Atualmente estamos com 18 homens em trabalho contínuo. Em alguns dias a equipe será de 25 pessoas. O reforço é necessário”, considera Giovani.
Os blocos de concreto para construção do setor administrativo chegaram ontem e esta parte estrutural começa a ser feita em breve, assim que a fundação terminar.
O prédio do novo Presídio Regional de Tubarão é edificado em um terreno adquirido no ano passado pelo estado, no bairro Bom Pastor. No total, o local terá 248 vagas. A meta é finalizar a construção até dezembro deste ano.