Wagner da Silva
Braço do Norte

As negociações avançam a cada dia para a instalação de câmeras de segurança no Vale do Braço. A instalação dos equipamentos faz parte de projetos encampados pelos Conselhos Municipais de Segurança (Consegs) e apoiados também por vereadores e prefeitos. A ideia é controlar o monitoramento de toda a região em apenas um ponto.

As negociações estão avançadas em Braço do Norte e São Ludgero, e os outros três municípios que compõem o Vale também demonstram interesse. A estimativa é que sejam investidos aproximadamente R$ 160 mil em toda a região. A princípio, os recursos serão rateados entre executivo, legislativo e entidades de classe, porém, outras formas de arrecadar o valor são analisadas.

O projeto prevê a instalação de câmeras nas entradas e saídas dos municípios e nos principais pontos do comércio, com a possibilidade de expansão para outras comunidades. O monitoramento será feito diretamente na Guarnição Especial da Polícia Militar, localizada em Braço do Norte, via sinal de rádio. Os arquivos ficarão gravados durante 30 dias na Central de Investigação da DPCO do município.

As câmeras permitirão o monitoramento instantâneo do trânsito, além de contribuir no combate ao crime. Para o delegado Leonardo Valente, o equipamento dará grande retorno. “Permitirá maior tranquilidade para o comerciante e para seus clientes. A principal função e é inibir a ação de criminosos. A utilização da câmera facilitará a formação de dados. Acredito que o resultado vale o investimento”, analisa.