Tatiana Dornelles
Tubarão

Após o concurso da prefeitura de Tubarão, novos guardas municipais passarão a fazer parte do quadro de funcionários efetivos. Com o aumento do número de pessoas no setor, aumenta também a própria segurança da população da cidade.

Entretanto, uma mudança na lei que rege a guarda em Tubarão, número 016/2007, valerá a partir deste ano e será uma forma de avaliar bem o candidato antes de entrar no quadro da prefeitura. O projeto de lei 01/2008 foi votado ontem na câmara de vereadores e aprovado por unanimidade.

“Havia uma brecha na lei em que o guarda municipal era efetivado antes de passar pelo curso de formação. No entanto, se ele não se adaptasse ao trabalho, que não é tão fácil, tínhamos que colocá-lo em outro setor. Com a modificação, isso será evitado”, explica o secretário de segurança e trânsito da prefeitura de Tubarão, João Batista de Andrade.

Agora, para que isso não ocorra mais, os guardas municipais que passarem nos futuros concursos públicos da prefeitura (e neste que ocorrerá), terão que fazer o curso de formação, com uma ajuda de custo de R$ 400,00, e duração de cerca de três meses. “Neste período, temos como avaliar se a pessoa vai ou não se adaptar ao trabalho. Depois de terminado o curso, o guarda municipal é efetivado na prefeitura”, ressalta o secretário.

Batista ainda compara a mudança com o período de experiência antes de ser contratado em uma empresa. “É mais ou menos como uma experiência. Somente depois deste período é que o guarda será contratado”.