Florianópolis (SC)

Com mais de 129 mil votos, Dário Berger (PMDB) foi reeleito prefeito da capital catarinense. A apuração do segundo turno encerrou pouco antes das 19 horas. Florianópolis foi a primeira capital a divulgar o resultado. O ex-governador do estado e ex-prefeito de Florianópolis, Esperidião Amin (PP), recebeu 42,32% dos votos.

Com a vitória do peemedebista, o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) disse que Berger se credencia como possível candidato do PMDB ao governo do SC, em 2010. LHS antecipou ainda que pretende se afastar do governo catarinense, em 2009, para concorrer ao senado. Ele ressaltou que tudo isso dependerá de decisão de seu partido, o PMDB.

Dário acompanhou a apuração na Casa da Agronômica, residência oficial do governador. Berger ficará de licença até 5 de novembro e, no dia 6, retoma os trabalhos, preparando o calendário de eventos para o verão catarinense. O prefeito também falou que irá à Europa com o governador para disputar com a China o evento Adventure Travel World Summit. Com isso, ele tentará aumentar o turismo no estado durante a alta temporada.

Após a comemoração, os correligionários foram para uma carreata na Beira-Mar Norte e depois foram comemorar no trapiche na beira-mar.

Carlito Merss (PT) é eleito em Joinville
O deputado federal Carlito Merss (PT) foi eleito o novo prefeito de Joiville (SC), com 62,15% dos votos válidos, o equivalente a 339.795 confirmações nas urnas. Darci de Matos (DEM) ficou com 37,85%.

No primeiro turno, Merss teve 37,14% dos votos, contra 23,96% de Matos. Carlito é o primeiro candidato do PT a ser eleito em Joinville.

Merss foi candidato em outras quatro oportunidades à prefeitura de Joinville. Com sua eleição, Jorge Boeira (PT), de Araranguá, poderá assumir como deputado federal.

Paulistas elegem Kassab
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), conseguiu reeleger-se ontem na disputa contra a petista Marta Suplicy. Mesmo antes do fim da apuração e com a vitória já assegurada pelo democrata, Marta reconheceu a derrota e agradeceu seus eleitores. Kassab recebeu 60,81% dos votos contra 39,19% da petista.

Prefeito desde março de 2006, quando herdou o cargo após Serra se candidatar ao governo do estado, o democrata consegue agora, com a vitória nas urnas, livrar-se do estigma de vice.

Eduardo Paes vence no Rio
Depois de protagonizar a mais disputada contagem de votos desta eleição, Eduardo Paes (PMDB) superou Fernando Gabeira (PV) e elegeu-se prefeito do Rio de Janeiro.

Paes recebeu 50,75% dos votos e Gabeira, 49,25%. Os dois candidatos revezaram-se na dianteira da apuração, sempre com pequena diferença. Após a metade das urnas apuradas, Paes ficou à frente. Ex-afilhado político do atual prefeito, Cesar Maia (DEM), Paes, 38 anos, tornou-se o primeiro político em 16 anos a eleger-se para o comando da capital fluminense sem o apoio do prefeito.