Idealizado com o propósito de reduzir o déficit de pavimentação na área urbana do município, o programa Se Essa Rua Fosse Minha tem hoje quatro vias com obras em andamento. Os trabalhos acontecem na Marcelo Mendes Cardoso (Passagem), José Maria de Sá (Vila Esperança), Princesa Isabel e Antônio Lapoli Sobrinho (ambas em Oficinas).

As pavimentações das quatro vias fazem parte da segunda etapa do programa, cujo Termo de Parceria contemplou 10 ruas e foi celebrado em fevereiro. As outras seis ruas – trecho da Gerônimo Meneghel (Santo Antônio de Pádua), uma extensão da Januário Alves Garcia (Revoredo), Luiz Magalhães, trecho da avenida Padre Geraldo Spettmann (em sua extremidade no bairro Humaitá de Cima), Santa Catarina (São João ME) e Vidal Ramos (Recife) terão as obras iniciadas de forma sucessiva a cada duas semanas.

Na primeira etapa do programa foram pavimentadas com lajotas as ruas Bráulio José de Melo (Passagem), Bruno Roussenq (Oficinas), Gerônimo Meneghel (Santo Antônio de Pádua), Hermógenes Damiani (São João Margem Esquerda) e João Orlandi Corrêa (Humaitá de Cima). A proposta do programa se baseia em uma parceria entre os moradores, que contratam a mão de obra, e a prefeitura, que se encarrega da compra dos materiais e elaboração dos projetos das ruas habilitadas.

Na prefeitura continua em aberto o edital para que empresas interessadas se habilitem a prestar serviços de mão de obra aos moradores das ruas inscritas no programa.