Wagner da Silva
Braço do Norte

O andamento da primeira etapa do asfaltamento da SC-439, pouco mais de 20,6 quilômetros entre Urubici e a Serra do Corvo Branco, não está dentro do cronograma previsto. O projeto prevê a execução da segunda parte em uma reserva ambiental, o Parque Nacional São Joaquim. A obra depende de autorização do Ibama para continuidade. Porém, a área está sob a responsabilidade do Instituto Chico Mendes e, enquanto não forem resolvidas as questões ambientais, o Ibama não liberará a continuidade da obra no trecho.

A pavimentação dos pouco mais de 54 quilômetros entre Urubici e Grão-Pará foi dividida em três etapas. A primeira (Urubici até a serra) está em andamento e é orçada em R$ 32 milhões. Os primeiros quilômetros de asfalto devem ser concluídos ainda este ano.
A segunda etapa (a serra propriamente dita), de 9,5 quilômetros, é programado para iniciar no próximo ano. A terceira parte (entre a serra e Grão-Pará), um trecho de 24,5 quilômetros, tem início previsto em 2011. No total, mais de R$ 100 milhões serão investidos na pavimentação da SC-439.

No mês passado, o prefeito de Grão-Pará, Valdir Dacorégio (PMDB), solicitou ao governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) a modificação do cronograma. Ele quer a pavimentação da terceira etapa antes da segunda.
Dacorégio argumenta que a obra será benéfica para o turismo regional e esperar as pendências ambientais seria comprometer o setor. Ele recebeu o apoio dos prefeitos cujas cidades compõem o Fórum dos Pequenos Municípios da Encosta da Serra Geral.