Amanda Menger
Laguna

Há mais de 20 meses, os moradores da região do Farol de Santa Marta, em Laguna, aguardam a liberação definitiva da licença ambiental para começarem as obras de pavimentação asfáltica entre a Barra de Laguna e o Camacho, em Jaguaruna, com um ramal para o Farol. Porém, até o momento, o projeto não teve aprovação da APA da Baleia Franca, entidade que analisa as questões ambientais da obra.

Cansados de esperar, os moradores farão uma manifestação hoje. A concentração começa às 8h30min, próximo à balsa. “Queremos agilidade! O governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) anunciou recursos para a obra, mas isso depende da liberação ambiental e, se demorar mais, corremos o risco de perder essas verbas. As coisas já são difíceis para nós, e quando há recursos, há outras coisas impedindo a obra”, reclama uma moradora.

Participam do protesto pacífico moradores das comunidades do Farol de Santa Marta, Cigana, Canto da Lagoa, Vila Santos, Campos Verdes, Passagem da Barra, Ponta da Barra e Camacho. “A manutenção da estrada é precária, temos muitos problemas e em épocas de chuva fica ainda pior. Esse asfalto representa muito para as comunidades. Ficará mais fácil ter acesso às escolas, aos postos de saúde, aos serviços de emergência”, afirma um comerciante.

Com um verão chuvoso, os turistas reclamaram muito aos comerciantes. “Tem um ponto na Cigana que ficou conhecido porque os carros que passavam por lá perdiam as placas. Só no Carnaval, teve um dia que 17 veículos precisaram ser guinchados porque atolaram. Desta forma, quem vem uma vez não volta mais”, queixa-se a cidadã.
Este trecho entre Laguna e o Camacho tem 18 quilômetros e faz parte da SC-100, a conhecida Rodovia Interpraias. O projeto está orçado em cerca de R$ 19 milhões. Deste valor, R$ 400 mil são de contrapartida do estado e estão garantidos. O restante será financiado pelo BID 5, cujo projeto foi aprovado no fim do ano passado pela assembleia legislativa e aguarda apreciação no senado.