#Pracegover foto: na imagem há frascos de vacina
#Pracegover foto: na imagem há frascos de vacina

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira, durante o lançamento da campanha de Mega Vacinação, a necessidade de doses de reforço para as pessoas imunizadas com a vacina Janssen, que previa a aplicação de uma única dose para imunização completa. O ministro Marcelo Queiroga declarou que “é necessária essa proteção adicional”. “No início, a recomendação era que essa vacina fosse de dose única. Hoje, nós sabemos que é necessária essa proteção adicional. Então, esses que tomaram a vacina da Janssen vão tomar a segunda dose do mesmo imunizante”, explicou o ministro.

A secretária-extraordinária de enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite de Melo, disse que o intervalo entre uma dose e outra da Janssen será de oito semanas, e que esta segunda dose começará a ser aplicada no Brasil a partir da próxima sexta-feira.

Na semana passada, o Brasil recebeu um lote de 1 milhão de vacinas deste imunizante. Somente depois da aplicação da segunda dose, os cidadãos que receberam vacina da Janssen poderão tomar a dose de reforço anunciada hoje. “A sequência é: completou cinco meses da segunda dose, receberá uma dose de reforço preferencialmente com uma vacina diferente”, explicou.

Em alguns estados e no Distrito Federal, a vacina da Janssen foi aplicada preferencialmente em profissionais da Educação, uma vez que havia pressão para o retorno ao ensino presencial. Em Porto Alegre, o imunizante foi aplicado prioritariamente nos rodoviários.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte Correio do Povo