Zahyra Mattar
Tubarão

O Brasil é livre da circulação do vírus do sarampo desde 2000. Contudo, começaram a surgir registros da doença no país este mês. A informação é do Ministério da Saúde, que fez circular um alerta esta semana. O motivo: na Argentina, há um surto da doença. Como o país faz fronteira com Santa Catarina, as autoridades de saúde estão em vigilância.

Na região, três suspeitas foram registradas. São duas crianças de Tubarão, com idades de 3 e 9 anos, e um adolescente de Gravatal, de 14. Todos os casos foram descartados após exames laboratoriais feitos no Lacen, em Florianópolis. No país, cinco casos foram confirmados no Pará e no Rio Grande do Sul. Todos importados.
A 20ª gerência de saúde em Tubarão informou ontem que está tudo sob controle na região. De qualquer forma, os adultos que não são imunizados contra a doença podem procurar qualquer posto de saúde com sala de vacinação para receber a dose.

As pessoas entre 1 e 19 anos devem ter duas doses da vacina e entre 20 e 49 anos pelo menos uma dose. Conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive), se houver qualquer notificação positiva em Santa Catarina, será analisada a necessidade de buscar pelas pessoas na faixa etária de 1 a 49 anos para que sejam imunizadas.

Atenção
O sarampo é transmitido pelo ar e geralmente apresenta-se com febre e as famosas pintinhas vermelhas na pele. Pode gerar ainda tosse, coriza e conjuntivite.