Wagner da Silva
São Ludgero

Após muita luta, enfim a prefeitura de São Ludgero terá condições de sair do vermelho. A Receita Federal em Tubarão liberou as Certidões Negativas de Débitos (comprovante de quitação de impostos e fundos federais e estaduais, como FGTS, INSS e inexistência de débitos com estatais) do executivo nesta semana. O prefeito Ademir Gesing (PMDB), o Gogo, não perderá tempo.

Ele e o vice, Claudio Becker (PSDB), viajam nesta segunda-feira para Brasília em busca de recursos. Até então, o município não tinha como receber verbas federais porque estava sem o documento. A autorização ocorreu somente após o município negociar as dívidas da câmara de vereadores com o INSS. Mesmo assim, o prefeito teve que aguardar mais de uma semana para receber a informação positiva.

Para voltar a aquecer o setor público, Gogo pretende investir em três áreas consideradas prioritárias neste momento: educação, infraestrutura e saúde. “Estes setores possuem projetos que seriam encaminhados anteriormente, mas a falta da certidão atrasou nossas ações”, lamenta o prefeito.

Entre os projetos, estão a construção de uma nova creche, orçada em mais de R$ 1 milhão (destes, R$ 950 mil são do governo federal e R$ 100 mil de contrapartida da prefeitura) e a construção de uma nova ponte para tráfego de veículos. Para esta última obra, os recursos serão solicitados nesta viagem de segunda-feira, junto ao Ministério das Cidades.

O prefeito também informa que obras executadas através de convênios devem ser pagas em poucos dias. É o caso da avenida Irmã Teofina, que leva à rodoviária. A obra já foi concluída, mas não foi paga por conta da falta das certidões negativas. “O município havia pago a contrapartida e os recursos federais estavam retidos. Vamos acertar isso com brevidade”, promete.