Jailson Vieira
Tubarão

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira, pelo Ministério do Trabalho mais uma vez foram positivos para Santa Catarina. No mês passado, o Estado foi o terceiro em saldo de empregos formais com 17.348 novas vagas. São Paulo liderou com 20.278 vagas seguido por Rio Grande do Sul com 17.769.

Na nova atualização, a industria de transformação teve bom saldo com 8.051, já a área de serviços abriu 4.812 vagas. Os municípios com mais de 30 mil habitantes, os três melhores resultados foram, em Fraiburgo (1492), Joinville (1320) e Blumenau (910). No comércio, porém, teve variação negativa com apenas 1.847 postos de trabalho.

Em todo país, foram criados 77.822 mil novos postos formais de trabalho. O resultado é o melhor para o período desde 2012, e é a primeira vez desde 2014 que as contratações superam as demissões. O saldo é resultado de 1,3 milhão de admissões e 1,2 milhão de desligamentos.

Considerados os últimos 12 meses, de fevereiro do ano passado a janeiro deste ano,  foram criadas 83,5 mil postos com carteira de trabalho. A última divulgação, que trouxe o saldo do último, mostrou que o Brasil fechou o ano passado com resultado negativo, foram fechadas 20,8 mil vagas de trabalho.

Os números do Caged em todo país revelam que, em janeiro, houve abertura de vagas em cinco dos oito setores da economia – indústria, serviços, agricultura, construção civil e serviços industriais de utilidade pública. O salário médio daqueles que foram desligados no mês, descontada a inflação, foi R$ 1.636,41. Já o salário médio daqueles que foram admitidos foi menor, R$ 1.535,51.