O Colegiado Superior de Segurança Pública de Santa Catarina divulgou os índices de criminalidade relativos ao mês de janeiro de 2022. Em comparação com os dados de janeiro do ano anterior, a taxa de homicídios sofreu redução de 3,49%, alcançando o melhor resultado para o período desde o início da série histórica em 2008.

O índice de latrocínio teve redução de 53,3% e o indicador de confronto policial caiu 90,67%. Ambos também representam os melhores índices já alcançados desde 2008.  Os dados foram apresentados na noite desta nesta segunda-feira, 7, pelo Colegiado.

“O resultado mais uma vez confirma o acerto na criação do modelo de Colegiado de Segurança Pública, inédito no Brasil, além do investimento de R$ 343 milhões, o maior já realizado no setor em toda a história de Santa Catarina”, destaca o governador Carlos Moisés.

O número de roubos registrados no estado nesse primeiro mês do ano confirma queda de 17,54%, a melhor marca obtida desde 2010 se comparado ao mesmo período do ano anterior. O indicador de roubos e furtos a instituições financeiras também sofreu queda significativa entre os períodos comparados, alcançando uma redução de 54,55%. Melhor marca desde 2011.

Embora o índice de furtos tenha sofrido aumento de 12,26% em comparação com janeiro de 2021, o resultado obtido é o segundo melhor da série histórica que teve início em 2010. Destaque ainda para a redução do índice de violência doméstica, que caiu 4% no comparativo com o mesmo período.

Eficiência

O presidente do Colegiado Superior, perito-geral Giovani Eduardo Adriano, comemora mais uma série de resultados inéditos que comprovam a eficiência do trabalho desempenhado pelas forças de segurança. Ele destaca, ainda, que as instituições estão em diálogo permanente e atentas à evolução do cenário, de modo a estabelecer ações direcionadas a pontos mais sensíveis.

“O crime de estelionato continua avançando, principalmente, em função dos golpes praticados no ambiente digital. Esse é um desafio a ser superado e estamos trabalhando em busca de soluções, porém, nesse caso, a participação dos cidadãos é fundamental. Quando se conhece os riscos e as medidas de proteção, estudos mostram que 97% dos golpes não aconteceriam. Por isso, muita atenção ao navegar na internet”, alerta.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Santa Catarina