Zahyra Mattar
Tubarão

Os estoques de sangue no Hemocentro de Criciúma, que regula a unidade de coleta do Hemosc em Tubarão, estão em níveis críticos no que diz respeito aos tipos A e O negativo.
Ainda assim, a situação não chega a ser de alerta no sul do estado, como ocorreu há algum tempo na região de Joinville, por exemplo. Lá, algumas cirurgias eletivas (aquelas que não têm urgência) precisaram ser canceladas por falta de sangue.

Não é o caso agora. Mesmo assim, nunca é demais chamar os doadores a comparecerem e ajudarem. “Outros hemocentros conseguem, por ora, suprir nossa demanda. Mas nunca é demais convocar nossos fiéis doadores. É sempre bom trabalhar com folga, o que não observamos agora”, confirma a responsável pelo setor de captação de doadores do Hemocentro de Criciúma, Ana Rúbia Pelegrin Zanette.

Para conhecimento: somente o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, utiliza, por mês, uma média de 400 bolsas de sangue, independente do tipo ou fator RH. Daí a importância de sempre reforçar a necessidade da doação. “O nosso doador é sempre pontual, mas temos necessidade de ampliar este número de pessoas. Doar sangue é um ato de verdadeiro amor pelo próximo e por si”, lembra Ana Rúbia.

Ainda há poucos doadores
Conforme dados estatísticos do Ministério da Saúde, os centros de hemoterapia coletam 3,5 milhões de bolsas de sangue por ano em todo o país. Contudo, pelos parâmetros da Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal seria que o Brasil coletasse 5,7 milhões de bolsas anuais.
Ainda: no Brasil, 1,8% da população é classificada como doadora de sangue. Para que os estoques sejam mantidos, a OMS recomenda que de 1% a 3% da população seja doadora.

Serviço
O posto de coleta do Hemosc em Tubarão fica na rua Santos Dumontt (da antiga Casan). O funcionamento é das 7h30min às 12h30min. O telefone para outras informações é o 3621-2405.

Doe sangue!
Você pode ser o próximo a precisar

A doação de sangue é segura e não demora mais de 30 minutos. Todo o material utilizado é descartável e oferece total segurança ao doador.
Podem doar pessoas com idades entre 18 e 60 anos, com peso superior a 50 quilos.
• Se homem, deve ter doado há mais de 60 dias.
• Se mulher, deve ter doado há mais de 90 dias; não estar grávida; não estar amamentando; já terem se passado pelo menos três meses de parto ou aborto;
• Quem fez tatuagem precisa esperar pelo menos um ano para poder voltar a doar sangue.