Laguna

A temporada de verão 2018/2019, em Laguna, foi marcada por problemas envolvendo vazamentos de esgoto na Praia do Mar Grosso. Para prevenir e amenizar novas dificuldades, deve ser anunciado, hoje, um investimento de R$ 1,9 milhão para solucionar esse problema. O governador Carlos Moisés estará na Cidade Juliana para o ato de assinatura e autorização, junto à Casan, para obras de implantação de um emissário terrestre de esgoto sanitário. O ato de liberação dos recursos será no Terminal Pesqueiro de Laguna às 15h.

O entupimento do emissário submarino de esgoto da orla da praia foi a razão dos vazamentos do começo do ano. Uma força-tarefa teve que ser montada para providenciar o desentupimento, que se arrastou por vários dias.

A Casan chegou a utilizar-se de mergulhadores para providenciar o desbloqueio do emissor para normalizar a vazão. Vários caminhões hidrojatos, foram empregados em diversos pontos para remover os dejetos. Na época, a companhia informou que a balneabilidade da praia não chegou a ser prejudicada.

Uma das razões para os problemas era a ligação clandestina na rede pluvial, com necessidade de revisão dos ramais que serviam aos imóveis das redondezas. Proprietários foram notificados e houve uma campanha para correção das irregularidades. Ação da Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama) fiscalizou a região, para garantir a vazão do esgoto e o destino correto conforme as redes, cloacal ou pluvial.