Amanda Menger
Jaguaruna

A sessão ordinária da câmara de vereadores de Jaguaruna deve ser tensa amanhã. Ao menos é o que o promete a oposição do prefeito Inimar Felisbino Duarte (PMDB). Isso porque estará em discussão um projeto que aumenta os salários do prefeito, vice, secretários e diretores.

Segundo o vice-presidente da câmara, Alício Bittencourt (PP), os aumentos terão um impacto de R$ 52 mil por mês e de R$ 2,5 milhões nos quatro anos de governo. “O prefeito, vice e secretários terão um aumento de 40% e os diretores de 64%. Como ele envia um projeto deste depois de dizer que o município tem dívidas?”, questiona o vereador.

Alício afirma que o projeto já recebeu parecer positivo das comissões internas da câmara e será aprovado amanhã. “O prefeito tem a maioria, Mas eles não aprovarão com facilidade. Vamos protestar. Isso é motivo de chacota na cidade”, afirma Alício.
O prefeito diz que o reajuste será válido para os quatro anos de mandato e que não está preocupado com as críticas. “A oposição está fazendo o seu papel de criticar. Garanto que esse aumento não prejudicará o orçamento do município. No ano passado, os vereadores elevaram os seus salários em 64% e não reajustaram o do prefeito, vice, secretários e diretores”, observa Inimar.

Com o reajuste, o salário bruto do prefeito passará de cerca de R$ 7,5 mil para R$ 10,5 mil. Com os descontos do Imposto de Renda e do INSS, Inimar recebe hoje R$ 6,5 mil líquido, e passará a ganhar R$ 9,2 mil líquido.
O prefeito diz que os diretores estavam com os salários muito desvalorizados. “Um diretor de secretaria ganha hoje, no máximo, R$ 900,00. São cargos de responsabilidade, é muito pouco. Os funcionários públicos de outros setores também receberão aumento, ainda não sabemos quanto porque não discutimos com os representantes de classe”, explica Inimar.

Os salários
• O prefeito recebe hoje bruto R$ 7,5 mil e passará para R$ 10,5 mil.
• O vice recebe hoje bruto em torno de R$ 5 mil e passará para R$ 7,5 mil.
• Os secretários recebem hoje bruto R$ 2,1 mil e passarão para R$ 3,011 mil.
• Os diretores recebem hoje bruto R$ 1.054,00 e passarão para R$ 1.470,00.