Criciúma

O Serviço Aeropolicial da Polícia Civil (Saer) realizou mais de 900 missões em 2019. Os dados abrangem as equipes que atuam nos dois helicópteros, nas bases de Chapecó (Saer Fron), no Oeste e Criciúma (Saer Sul). As atuações atingiram todas as regiões catarinenses e vão de ocorrências policiais, atendimentos médicos, ações de treinamento e apoio a outros órgãos de segurança pública.

A equipe do Saer Sul realizou 312 missões de janeiro à dezembro. Foram missões variadas em atendimento às solicitações de unidades da Polícia Civil e a outros órgãos como Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Deap, Ministério Público, Marinha do Brasil e Exército Brasileiro.

“As missões aconteceram em 35 dos 45 municípios que compõe a Amrec, Amurel e Amesc, além de municípios da Grande Florianópolis”, destaca o comandante, delegado Alan Amorim.

Os trabalhos do Saer, assim como os atendimentos do Sara, permanecem em atividade neste final de ano, período em que algumas demandas tendem a ser mais frequentes. Os dois helicópteros fazem parte da estrutura da Polícia Civil disponível para a Operação Verão 2019-2020.

As outras 671 missões foram realizadas pela equipe do Saer Fron. De acordo com o comandante, delegado Albert Silveira, foram 329 horas de voo nas missões ao longo do ano. Deste tempo, 35% ocorreram nos atendimentos aeromédicos com os profissionais de saúde do Sara, que somaram 370 missões.