Áries (21/03 a 20/04)
Os posicionamentos astrológicos retratam um momento de redescoberta. Não é a sociedade ou o status que definem a satisfação pessoal.

Touro (21/04 a 20/05)
Tenha coragem de viver de acordo com a sua verdade, seus ideais. Viagens, conhecimentos e espiritualidade lhe conectam com o que é preciso realizar em sua vida.

Gêmeos (21/05 a 20/06)
Este tem sido um ano em que você percebe o que é essencial. Um processo de desapego e de transformação tem ocorrido.

Câncer (21/06 a 21/07)
A grande transformação canceriana tem ocorrido nos relacionamentos e chega em novembro ao auge. Momento de perceber quem são as pessoas sintonizadas com você.

Leão (22/07 a 22/08)
Mudanças relacionadas ao trabalho, à saúde, ao cotidiano e aos objetivos chegam a um ponto importante. O que tem sido negado e reprimido manifesta-se no corpo.

Virgem (23/08 a 22/09)
Marcantes transformações emocionais tem ocorrido e chegam agora ao ápice. Viver apaixonadamente significa aceitar o que você reprimiu.

Libra (23/09 a 22/10)
Tudo o que está acontecendo com você tem o propósito de torná-lo mais forte e maduro. Hora de perceber o que deve ser transformado em família, no lar, interiormente.

Escorpião (23/10 a 21/11)
O poder da mente não pode ser negligenciado. Conhecimento é poder. A mudança de pensamentos e de mentalidade e o contato com certas pessoas é muito importante.

Sagitário (22/11 a 21/12)
Uma mudança de valores, com reflexo em questões profissionais e materiais é marcante. Hora de viver de acordo com o que você realmente valoriza. Pague este preço.

Capricórnio (22/12 a 20/01)
Lua, Plutão e Nodo norte em seu signo simbolizam as grandes transformações. Assumir responsabilidade é não se aprisionar em medos.

Aquário (20/01 a 19/02)
Permita que o passado se vá e deixe consigo os ensinamentos. Tenha a coragem de se desapegar e de perceber que o mais importante é o que ocorre interiormente.

Peixes (20/02 a 20/03)
Una-se às pessoas com quem você tem o propósito de renovar o obsoleto. A força está na cooperação e você pode ter um papel fundamental em determinado grupo ou comunidade.