Forças russas ocuparam Sievierodonetsk em sua totalidade neste sábado (25), disse o prefeito da cidade do leste da Ucrânia, confirmando o maior revés de Kiev no campo de batalha em mais de um mês, após semanas de um dos combates mais sangrentos da guerra.

As Forças Armadas da Ucrânia classificaram o recuo da cidade como uma “retirada tática” para assim lutar a partir de um terreno mais alto em Lysychansk, na margem oposta do rio Siverskyi Donets.

Separatistas pró-Rússia disseram que as forças de Moscou agora estão atacando Lysychansk.

A queda de Sievierodonetsk – que já abrigou mais de 100 mil pessoas e hoje é praticamente um deserto – foi a maior vitória da Rússia desde a captura do porto de Mariupol no mês passado. E transforma o cenário no campo de batalha no leste ucraniano, após semanas em que a enorme vantagem de Moscou em poder de fogo rendeu apenas pequenas conquistas.

A Rússia agora espera pressionar e conquistar mais terreno na margem oposta do rio, enquanto a Ucrânia acredita que o preço que Moscou pagou para capturar as ruínas da pequena cidade deixe as forças adversárias vulneráveis ​​a um contra-ataque nas próximas semanas.

“A cidade está agora sob ocupação total da Rússia. Eles estão tentando estabelecer sua própria ordem e, até onde eu sei, eles nomearam algum tipo de comandante”, disse o prefeito Oleksandr Stryuk em rede nacional.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Agência Brasil