Ao menos 20 cidades registraram nesta terça-feira (17) queda de granizo no Rio Grande do Sul. Segundo balanço da Defesa Civil, estragos foram verificados em cerca de 470 residências de cinco municípios. No entanto, conforme o órgão, não há pessoas desabrigadas ou desalojadas nos municípios.

O local mais afetado é o município de Santa Vitória do Palmar, na Região Sul, que contabilizou 300 imóveis danificados e decretou situação de emergência – ainda não homologado.

Conforme o tenente-coronel Leonardo Nunes, coordenador da Defesa Civil na Região Sul, o município foi atingido por granizo durante cerca de 10 minutos entre domingo (15) e segunda-feira (16), o que causou a quebra de telhas em residências da cidade. Chuva também foi registrada na região.

Há também 100 residências danificadas em Morrinhos do Sul, no Litoral Norte, 65 em Caibaté, nas Missões, e cinco em Mato Queimado, no Noroeste. Nesses locais, a Defesa Civil distribuiu lonas aos moradores.

Em São Francisco de Paula, na Serra, secretarias municipais também distribuíram lona. O município não está no balanço oficial da Defesa Civil, mas segundo a prefeitura, 37 casas tiveram o telhado perfurado durante a chuva de granizo.

Nas demais cidades, houve queda de granizo, mas não foram contabilizados estragos. A Defesa Civil monitora as cidades para novos casos de queda de granizo e de chuva.

Confira os municípios que registraram queda de granizo:

-Santa Vitória do Palmar

-Caibaté

-Torres

-Cachoeirinha

-Esteio

-Glorinha

-Dois Irmãos

-Arroio do Tigre

-Salto do Jacuí

-Candelária

-Tupanciretã

-Júlio de Castilhos

-Santa Cruz do Sul

-Harmonia

-Morrinhos do Sul

-Mato Queimado

-Santo Ângelo

-André da Rocha

-Lajeado

-São Francisco de Paula

Foto: GaúchaZH