#Pracegover Na foto, Pessoas sentadas em uma cadeira
Foto: Assessoria de imprensa

Lar simbólico da “buona gente” no Paraná, o Palácio Garibaldi tem mais de cem anos e viveu mais um capítulo de sua história cultural nesta quinta-feira, 1°.

Sede da Associação Giuseppe Garibaldi, o palacete de 1887, retomou a realização de eventos sociais e culturais com o lançamento dos livros Dois mundos e uma rosa para Anita e Anita: a guerreira das repúblicas e da liberdade. Além disso, houve o plantio do híbrido Rosa de Anita, que é o símbolo das comemorações do bicentenário da heroína dos dois mundos.

Respeitando todas as normas sanitárias de prevenção ao novo coronavírus vigentes no Paraná, o evento também marcou o aniversário da associação, que comemora 138 anos em 2021.

“Plantar a Rosa de Anita em Curitiba, é mais que um ato das comemorações do bicentenário, é um gesto que une o Paraná a todo o mundo em volta da figura guerreira de Anita Garibaldi”, enaltece o diretor do CulturAnita, Adílcio Cadorin. Pelo instituto, participaram ainda Ivete Scopel e Evandro Maciel.

A presidente da associação, Cida Borghetti, ex-governadora paranaense, reforça a importância de a retomada do Palácio Garibaldi ter ocorrido com um evento que celebrou a companheira do patrono da entidade. “A Associação Garibaldi se mostrou muito forte e extremamente unida durante a pandemia”, ressalta. “Essa rosa vai brotar e perpetuar a trajetória dessa brasileira que uniu duas pátrias”, frisa.

Cônsul da Itália para o Paraná e Santa Catarina, Salvatore Di Venezia, foi mais além e estendeu a homenagem a todos os ítalo-brasileiros. “Comemorar Anita é também comemorar todos os italianos e brasileiros. Hoje é um dia especial e esse ano mais ainda por ser o ano de Anita Garibaldi”.

Nos próximos dias, a Associação Giuseppe Garibaldi prepara a edição de um vídeo-resumo do evento com os melhores momentos do ato. A rosa plantada será cuidada e em breve será autorizada sua visitação.

Sobre as obras

Anita: a guerreira das repúblicas e da liberdade se trata da quinta edição de uma biografia da heroína lançada originalmente em 1999. A obra é assinada por Adílcio Cadorin e traz novas descobertas sobre a heroína catarinense.

Dois mundos e uma rosa para Anita é uma obra coletiva que reúne vários artigos escritos por estudiosos da epopeia garibaldina. Além de Cadorin, assinam os artigos nomes como Andrea Antonioli, Giampaolo Grilli e o Alessandro Ricci, Giovane Tesei e a bisneta da guerreira, Annita Garibaldi.

Os livros poderão ser adquiridos na sede da Associação Giuseppe Garibaldi e no Consulado da Itália para o Paraná e Santa Catarina. Também é possível comprá-lo no site do CulturAnita.

Bicentenário de Anita une quatro países

O projeto visa unir quatro países para comemorar e homenagear a memória e os feitos da catarinense Ana Maria de Jesus Ribeiro (Anita Garibaldi). Nascida em agosto de 1821, ela foi uma jovem à frente de seu tempo que bravamente lutou pelos ideais republicanos ao lado de seu marido, Giuseppe Garibaldi, destacando sua coragem nas diversas batalhas em que participou em defesa dos ideais republicanos, no Brasil, Uruguai e Itália. Esses feitos a tornaram a heroína dos dois mundos.

O híbrido-símbolo das comemorações foi criado pelo botânico italiano Giulio Pantoli (morto em 2018), que se inspirou na figura de Anita Garibaldi para desenvolver a rosa. Na Itália, os direitos de reprodução da rosa estão com o Museu Renzi, que franqueou autorização para que o CulturAnita pudesse clonar e distribuir o híbrido no Brasil e na América do Sul.

Os brotos foram trazidos no final de 2018 para o Brasil e adaptados à realidade climática do país pelo botânico Leonardo Borges, de Laguna. Em agosto de 2019, foram iniciados os plantios das primeiras rosas geradas em Imbituba, Laguna e Tubarão e em 2020, nas cidades de Florianópolis, Garopaba, Curitibanos, Anita Garibaldi e Lages.

O Bicentenário de Anita Garibaldi tem coordenação do Museu e Biblioteca Renzi, na Europa, e do Instituto CulturAnita, para a América do Sul. O projeto conta com apoio de cidades catarinenses, gaúchas, italianas, uruguaias e san-marinenses.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul