Amanda Menger
Laguna

Em mais 20 dias, o Instituto Chico Mendes, em Brasília, deverá liberar a licença ambiental para a pavimentação asfáltica da SC-100, a Interpraias, entre a balsa, em Laguna, e o Balneário Camacho, em Jaguaruna, com um ramal para o Farol de Santa Marta. A informação foi dada nesta sexta-feira, pelo presidente do instituto, Rômulo José Fernandes Barreto Mello, ao deputado federal Edinho Bez (PMDB).

“Há uns quatro meses, estive reunido com o pessoal do Ibama e eles disseram que, por eles, a licença estava liberada, mas o aval seria do Instituto Chico Mendes. Há três semanas, estive no instituto e eles disseram que tinham alguns problemas com a questão indígena, os sambaquis. Aí, conversamos, falamos do projeto e hoje (sexta-feira) voltei a falar com eles e disseram que iriam rever o posicionamento e, em mais 20 dias, poderiam liberar a licença”, revela o deputado.

A decisão do instituto será repassada aos vereadores de Laguna e aos representantes das comunidades da região da Ilha, em uma reunião neste domingo, às 20 horas, no legislativo lagunense. “O projeto está pronto desde quando eu deixei a secretaria estadual de infraestrutura em 2005. A parte do centro de Jaguaruna ao Balneário Camacho iremos inaugurar em agosto e será uma ótima notícia saber que em breve o estado poderá licitar a obra do Camacho até a balsa”, afirma Edinho.

Com a liberação da licença, a próxima questão é definir quem irá de fato fazer a obra. O secretário de desenvolvimento regional em Laguna, Mauro Candemil (PMDB), garante que é o estado. Já o presidente da SC Parcerias, Ivo Carminati, adiantou ao Notisul há algumas semanas que a pavimentação terá que ser feita pela iniciativa privada.