Laguna

A contagem regressiva para a edição comemorativa do Rock Laguna 30 anos está quase no fim. O evento será nesta sexta-feira (19), na Praça Seival, a partir das 18 horas. Serão 11 horas de música com oito bandas para apresentar os mais diversos ritmos como rap, rock e reggae music. Entre as atrações principais estão Dire Straits Legacy e Nenhum de Nós. O destaque entre as bandas locais está o grupo lagunense Aves de Rapina. 

As primeiras edições do Rock Laguna ocorreram em janeiro de 1987 e 1988 e marcaram história no cenário musical de Santa Catarina, tanto que a expectativa dos organizadores é oferecer um evento que supere as expectativas e prepara uma estrutura de 10 mil metros quadrados para receber o público. 

Serão 100 seguranças, espaço com mesas na área vip, camarote individual, garçons nos camarotes, banheiros, cinco pontos de alimentação com food truck e posto médico. Menores de 16 anos precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais. Todas as áreas do palco, pista, vip e camarotes são cobertas.

A venda dos camarotes individuais está encerrada, pois todos foram comercializados logo no lançamento do evento. Os ingressos estão à venda pelo site www.minhaentrada.com.br. 

“São oito shows pelo preço de um”, alerta Evaldo Marcos, organizador das duas edições do Rock Laguna. Os apreciadores do rock terão à disposição seis bares e mais cinco pontos de gastronomia.

As apresentações

A primeira banda a se apresentar é a KM7(Criciúma) que participou da primeira edição do festival em 1987. Em seguida vêm as bandas lagunenses Ave de Rapina e Sentapua. 

 A banda gaúcha Nenhum de Nós fará o primeiro show das bandas nacionais, relembrando seu show há 30 anos no Rock Laguna, quando a banda estava no início da carreira. Em outubro de 2017, o Nenhum de Nós completou 31 anos de carreira. No show da próxima sexta-feira (19), a banda relembrará seus sucessos como: Camila Camila, Astronauta de Mármore (versão para Starman, de David Bowie), faixa do segundo disco. 

Em seguida vem o show da Banda CPM 22, a nova geração do punk-rock brasileiro, a banda surgiu em 1995, influenciada por punk rock e hardcore, com músicas rápidas, melódicas e letras cotidianas. O CPM 22 (Caixa Postal Mil e Vinte e Dois) tem como maior influência a cena pós-punk californiana dos anos 90, como, Screeching Weasel, No Use For A Name, Face To Face, Lagwagon, entre outros. Em 2017, o CPM22 volta a lançar um disco de inéditas, onde volta às raízes num trabalho com a cara da banda, com guitarras distorcidas, músicas rápidas e melodias marcantes.

A sexta atração do rock Laguna é a lendária banda Dire Straits Legacy volta ao Brasil em janeiro de 2018 para algumas apresentações e uma delas é no Rock Laguna.  As apresentações farão parte das comemorações dos 40 anos do legado do DIRE STRAITS.  Com o objetivo de reunir velhos amigos que fizeram parte de discos icônicos da banda inglesa Dire Straits, o projeto Dire Straits Legacy segue fazendo turnês internacionais sempre com sucesso de público e crítica.

 As canções de amor e paz do Armandinho será a sétima atração da noite. No repertório não faltarão clássicos como Desenho de Deus, Outra Noite que se Vai, Ursinho de Dormir, Sol Loiro – segundo Armandinho, em uma versão inspirada em Harvest, de Neil Young – e Analua. Armandinho vive outro momento – tem outro visual, com cabelo comprido – seu show é uma coletânea de hits que fará a galera cantar junto numa noite de celebração e de boas energias.

O show que fechará a noite será do rap carioca Cone Crew Diretoria. atualmente composto pelo beatmaker Papatinho e pelos MCs Cert, Rany Money, Batoré, Maomé e Ari. Com a volta do rap/hip hop nacional aos holofotes – destacando o sucesso digno de reconhecimento de Emicida, Projota e Criolo -, nada mais natural que fosse a hora do público brasileiro se render e “chamar os mulekes” para o centro do palco. Juntos, eles formam a Cone Crew Diretoria é uma mistura de Hard Core, Rap e ska.

Área de descanso

A organização do Rock Laguna irá proporcionar, junto com o SENAC, um espaço de descanso no evento, com massoterapeutas que farão massagens, reflexologia podal (massagem nos pés), com bancos e pufes para aguentar a maratona de shows.

“Pedimos ao público que venham com roupas leves, calçados adequados e confortáveis, filtro solar (os shows iniciam no final da tarde) e que tragam muita animação. Será um evento de paz e celebração,” anuncia o promotor Renato Braz.