Mais de duas toneladas de lixo foram recolhidas na segunda operação de limpeza realizada no último sábado (13), nas margens do Rio Tubarão

Tubarão

Caixas d’água, carcaças de máquinas, lixo eletrônico e todo tipo de lixo depositado nas margens do Rio Tubarão, chamaram a atenção dos voluntários que participaram da segunda operação de limpeza realizada no último sábado (13), na Cidade Azul, por meio da Fundação Municipal de Meio Ambiente (Funat). Mais de duas toneladas de lixo foram recolhidas durante a ação. O acúmulo elevado de materiais descartados nas margens do rio, exige outra reedição do evento que reuniu diversas instituições e voluntários.

A operação de sábado se concentrou na margem direita, no trecho entre a ponte Manoel Alves dos Santos, no bairro Morrotes, e Orlando Francalacci (ponte do quartel). O mutirão não foi necessário no lado oposto porque a concentração de lixo na margem esquerda é menor.

Participaram do mutirão soldados da 3ª Companhia do 63º Batalhão de Infantaria, servidores da prefeitura e voluntários da comunidade que atenderam o convite feito pelo prefeito Joares Ponticelli nas redes sociais.

O que mais chamou a atenção dos participantes foram os grandes objetos descartados. O material foi transportado até o aterro sanitário da Serrana Engenharia, em Pescaria Brava, onde passou por processo de pesagem e feito o descarte ideal. “Com esse espírito de conscientização, de educação e chamando as pessoas, não tenho dúvidas de que com esse exemplo e praticando a cidadania, vamos cuidar do nosso maior patrimônio que é o Rio Tubarão”, destacou Ponticelli.