Orleans

Com uma proposta focada no amplo desenvolvimento, a Escola Barriga Verde – EBV oferece uma formação diferenciada ao preparar os estudantes para a experiência acadêmica e para os desafios da vida da adulta. E a sua metodologia vem construindo resultados importantes. Cinco alunos do terceiro ano do Ensino Médio prestaram o vestibular da Associação Catarinense das Fundações Educacionais – Acafe como um teste e foram aprovados antes da conclusão do ano letivo.

A diretora de Educação Básica da instituição, Rosilane Damazio Cachoeira, pontua que a proposta da instituição é tornar o ambiente escolar o mais prazeroso possível por meio de projetos pedagógicos dinâmicos e inovadores. “Trabalhamos do infantil até o terceirão, com propostas de atividades diferenciadas para a formação integral dos alunos, visando a autonomia deles para a busca da aprendizagem além da escola”, explica.

Segundo a docente, a busca por inovação também é constante. “A Oficina de Robótica é um exemplo disso. Fechamos uma parceria com uma empresa desse segmento porque entendemos que as aulas de robótica possuem uma abordagem dinâmica e contribuem muito para o desenvolvimento do raciocínio. A implantação da disciplina de Empreendedorismo e Projeto de Vida, que trabalha a questão da inteligência do socioemocional, é outra proposta de valor da EBV ”, completa.

Rosilane ainda detalha que no terceirão, os alunos contam com material diferenciado semi-extensivo, com parte de revisão de conteúdo para o vestibular. “Para dar um suporte ainda mais focado, neste ano lançamos a Oficina de Redação para os estudantes que desejam aperfeiçoar a escrita. Essa sistemática e os critérios de avaliação são pautados nas exigências do Enem”, observa.

A diretora também informa que a EBV aplica simulados desde a 6ª série para que os alunos sejam preparados para o grande desafio do vestibular por meio da experiência de vivência. “Conseguimos trazer uma proposta com diferenciais e são peças fundamentais na conquista de resultados, como essa em que cinco alunos passaram no vestibular antes mesmo de concluir o terceirão. E tenho a certeza de que no fim do ano colheremos ainda mais frutos”, projeta a diretora.

Qualificação do corpo docente

Gustavo Beltrame é um dos alunos que prestou o vestibular da Acafe por experiência e já se mostrou preparado para o grande dia do vestibular. “Vejo a qualificação e a experiência dos professores como ponto chave que nos dá o rumo certo para alcançar os resultados que almejamos. Outro ponto muito forte é a estrutura da EBV. Temos laboratórios com excelente acervo e equipamentos de ponta e uma biblioteca riquíssima com conteúdos que nos auxiliam muito nos estudos. Temos a oportunidade de conciliar a teoria com a prática”, avalia.

Ele ainda elogia o método de preparo para o vestibular. “É uma abordagem feita com maestria. A Oficina de Redação, por exemplo, ajudou muito a alavancar as notas na redação, que é um dos pontos principais para alcançar um bom resultado no vestibular. Contamos ainda com aulas auxiliares para as disciplinas de exatas, que também é importantíssimo”, destaca.

Ele pontua que esses pontos foram fundamentais e que nortearam na sua experiência. “Recordo que enquanto respondia as questões lembrava dos conteúdos tratados em aulas práticas nos laboratórios, por exemplo, o que comprova que o método de ensino é eficaz”, conclui.