Rafael Andrade

Braço do Norte/Florianópolis

O paciente com suspeita de coronavírus, em Braço do Norte, está em isolamento domiciliar. Na tarde desta quarta-feira (11), ele será monitorado pela primeira vez por uma equipe da Vigilância Epidemiológica do município, e assim ocorrerá diariamente até o resultado do exame que descartará ou confirmará a infecção pela doença que tem assustado milhões de pessoas ao redor do mundo.

O material coletado do paciente será analisado por até 72 horas no Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen), em Florianópolis, que conforme a diretora da entidade, Marlei Pickler Debiasi, o que será feito neste primeiro momento são testes preliminares para descartar outros vírus, como o H1N1. “É provável que a partir da próxima semana estaremos aptos para apontar ou excluir casos do Covid-19. Nossa equipe está em treinamento. A partir daí daremos mais agilidade às análises, não tendo mais a necessidade de encaminhar o material para o laboratório de referência, que é o Instituto Oswaldo Cruz, na Fiocruz, no Rio de Janeiro”, explica Marlei.

Portanto, o material do paciente do caso de Braço do Norte poderá ficar, além das 72 horas no Lacen, mais de quatro a sete dias no Rio, então somente depois será divulgado o resultado para positivo ou negativo. “Neste período, iremos manter o isolamento dele em casa e monitorar os familiares, além de orientar sobre o uso de máscaras e higienização, por exemplo”, resume a técnica da Vigilância Epidemiológica do município, Jane Vitório Rosa da Cunha.

Depois da epidemia centralizada na China, o novo coronavírus (Sars-CoV-2) conseguiu ultrapassar fronteiras e nesta quarta-feira (11) já havia chegado a 109 países. Metade deles apresentou o registro do primeiro caso apenas neste mês. O vírus surgiu em dezembro de 2019, com primeiro relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 21 de janeiro.

Situação pelo mundo

São 109 países afetados e a China;

Desses 109, 53 reportaram seus casos entre dezembro e 29 de fevereiro;

O restante, 56 países (51%), tiveram suas primeiras infecções nos últimos 10 dias.

Situação do coronavírus no Brasil

893 casos suspeitos, eram 930 caso na segunda-feira;

34 casos confirmados, eram 25 no balanço anterior;

780 casos descartados;

5 pacientes estão hospitalizados;

5 dos casos confirmados foram por transmissão local por contato próximo com pessoas que foram infectadas no exterior.