Lysiê Santos
Laguna

Os moradores dos balneários da região acordaram assustados ao se deparar com a maré que subiu gradativamente no decorrer dessa sexta-feira. Os primeiros efeitos foram sentidos no fim da manhã na Praia do Cardoso, na região do Farol de Santa Marta, em Laguna. 

João Baiuka, surfista e proprietário de uma pousada no Farol, divulgou imagens e vídeos em suas redes sociais onde relatou os estragos provocados pelas ondas. Ele contou que dois galpões de pescadores foram atingidos. “A situação é bem dramática. Várias embarcações foram destruídas e estamos tentando resgatar os equipamentos dos pescadores que precisam desse material de trabalho pra sobreviver”, lamentou.

O pescador Fabiano Silva, também do Farol, que atua há cerca de 30 anos na profissão, revelou que há mais de 20 anos não presenciava esse tipo de fenômeno. “Fazia tempo que não via algo assim. Estamos fazendo o possível para salvar os barcos e os equipamentos”, destacou. 

Os alagamentos foram registrados em diversos municípios da Amurel, como nos balneários de Jaguaruna, Laguna, Imbituba, Garopaba, entre outros. Em algumas praias, as ondas chegaram a atingir entre três a cinco metros. Na orla do Mar Grosso, a água invadiu alguns trechos da avenida.  

Navegação não é recomendada
Segundo meteorologistas da Defesa Civil do estado, a ressaca ocorre por causa da influência do vento do ciclone na região. A previsão indica ondas de dois a três metros na praia, e cinco metros em alto mar. Por isso não se recomenda a navegação neste fim de semana. Os especialistas explicam que essa condição, associada à maré astronômica (amplificada pela lua nova), pode ocasionar alagamentos isolados, especialmente nas áreas mais baixas da costa catarinense. Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal da Defesa Civil, por meio do número de telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros Militar no 193.

Quanto à previsão do tempo, a tendência é que as temperaturas fiquem amenas até domingo com mínimas de 7°C e máximas de 24°C. 

30°C
Em contrapartida, o calor volta na segunda-feira antecipando a entrada de uma nova frente fria em Santa Catarina. Na segunda e terça, as temperaturas podem se aproximar e ultrapassar os 30°C, especialmente na terça. No restante da semana, o frio retorna de maneira moderada permanecendo assim até o dia 6 do próximo mês.

Em Jaguaruna, águas invadem vias urbanas
A força da natureza trouxe prejuízos aos moradores dos Balneários Arroio Corrente e Camacho, em Jaguaruna, na tarde desta sexta-feira. A barra do Camacho foi invadida pela água, que alcançou as ruas e atingiu casas. “Muitos moradores abandonaram seus lares com a chegada do mar. Aqui no restaurante, a água já bate à porta”, contou o proprietário do restaurante Mar que Brilha, Gercino Nogueira da Silva Junior, que tem seu empreendimento localizado às margens da lagoa.  Wilian Figueiredo estava no restaurante Maré Alta, localizado na orla do Balneário Arroio Corrente, e acompanhou o momento em que a água invadiu a rua arrastando árvores e outros objetos. “Não só aqui no Arroio, mas na Figueirinha e no Campo Bom a água chegou bem perto das casas. Tivemos que tirar troncos de eucaliptos que vieram parar no meio da estrada”, detalhou. 


Ruas foram alagadas no Balneário Arroio Corrente, em Jaguaruna
Foto:João Carlos Idalêncio/Divulgação/Notisul

Posto de guarda-vidas fica isolado
 Em Imbituba, a maré alta atingiu dunas e barracos de pesca. O vento sul intenso deixou o mar agitado com ondas altas de até cinco metros. Na praia da Vila, a faixa de areia foi tomada pelo mar alcançando o posto de guarda-vidas que ficou isolado pela água. 


Água invade toda a faixa de areia da praia 
Foto:Alba da Rosa Vieira/Divulgação/Notisul