#Pracegover Foto: na imagem há um copo com água e uma torneira
#Pracegover Foto: na imagem há um copo com água e uma torneira

Para ser consumida sem apresentar riscos à saúde, a água deve passar por um sistema rigoroso de tratamento, que garante que o consumidor receba o recurso hídrico com qualidade nas torneiras de casa. Para alcançar este resultado, na Tubarão Saneamento a água distribuída é monitorada a todo momento. Prova disso são os dados compartilhados por meio do Relatório Anual de Qualidade da Água 2020, que começou a ser entregue nesta semana.

No documento, que deve chegar para quase 47 mil unidades consumidoras do município, o usuário tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o processo de tratamento de água, por meio de um fluxograma da Estação de Tratamento (ETA), além da capacidade de litros tratados por segundo, padrões de potabilidade (conforme exigidos na Portaria Nº 2914/11 do Ministério da Saúde), resultados das análises, parecer técnico e recomendações da Tubarão Saneamento.

“Este Relatório é fundamental para que o usuário saiba sobre a qualidade da água que está chegando na torneira da sua própria casa ou estabelecimento comercial e tenha confiança neste produto, que é de extrema importância para a vida de todos os seres vivos”, conta o diretor da Concessionária, Wagner Souza.

A Concessionária também compartilha relatórios mensais, além da versão digital do Relatório Anual, basta acessar o site tubaraosaneamento.com.br. Em caso de dúvida, o usuário deve entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente pelos telefones 0800 648 9596, |48| 3052-7400 ou no WhatsApp |48| 99168-5827.

É de responsabilidade do usuário

Para manter a qualidade da água após o registro do cavalete, é indicado que a limpeza das caixas d’água seja realizada com frequência. “O ideal é que ocorram a cada seis meses em casas, e a cada 12 meses para edifícios. A limpeza precisa ser feita periodicamente, pois as partículas que estão na água tendem a se depositar no fundo da caixa, onde ela fica parada, com o tempo o depósito se acumula e pode interferir na qualidade da água da sua residência”, destaca Wagner.

Pronta para beber
Ainda hoje, mesmo após tantos investimentos no sistema de água, algumas pessoas podem ter receio de beber a água da torneira. “A água fornecida pela Tubarão Saneamento passa por um rigoroso processo de tratamento e controle de qualidade. Todos esses fatores garantem uma água tratada potável e de qualidade para o consumo de todos tubaronenses”, explica o diretor.

Em caso de suspeitas sobre a qualidade da água na sua residência, a Concessionária atende 24 horas e gratuitamente pelos telefones 0800 648 9596, |48| 3052-7400 ou no WhatsApp |48| 99168-5827.

Caminho que a água percorre até chegar à sua casa

Após a captação, a água passa por um completo processo de tratamento antes de ser distribuída. Assim, o líquido fica livre de materiais sólidos diluídos e, principalmente, de microorganismos.

Conheça como funciona o tratamento

Chegada da água bruta: A água é captada no Rio Tubarão e bombeada para a Estação de Tratamento, conhecida como ETA;

Coagulação: A água bruta recebe uma dosagem de coagulante (faz com que as partículas sólidas, sobretudo a argila, iniciem um processo de aglomeração em tanques de concreto e se transformam em grandes flocos pesados) e carvão ativo (retira as substâncias que podem provocar gosto ou odor na água);

Floculação: Logo após, passa por uma mistura lenta, que formará os flocos com as partículas;
Decantação: O líquido segue para grandes tanques, onde permanecerá para decantação dos flocos de sujeira;

Filtração: Do processo anterior, a água segue para tanques que contém areia e carvão antracitoso, para retenção de alguma sujeira que tenha passado;

Desinfecção e Fluoretação: Na água filtrada é adicionado cloro que serve para eliminar germes nocivos à saúde e garantir a qualidade da mesma até chegar à torneira do consumidor. Com o objetivo de reduzir a incidência de cárie dentária, também se adiciona flúor;

Armazenamento e distribuição: Toda a água produzida na ETA é aduzida por gravidade aos reservatórios e distribuída por toda cidade por meio da rede de distribuição.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul