Relator explica como será elaborado parecer sobre o impeachment de Carlos Moises

O relator, deputado Luiz Fernando Vampiro (MDB), diz que na próxima segunda-feira (14) é possível que já apresente um esboço do parecer.

A Comissão Especial do Impeachment sobre a equiparação salarial dos procuradores do Estado, que envolve governador, vice-governadora e secretário da Administração, apresentou, na manhã desta quarta-feira (9), a forma como será encaminhada a elaboração do parecer sobre o caso.

O relator, deputado Luiz Fernando Vampiro (MDB), afirmou que as cerca de 1,5 mil páginas da representação vêm sendo analisadas por um grupo técnico que inclui o relator-adjunto, deputado Jessé Lopes (PSL), e assessores de partidos e bancadas, e que deseja estender este trabalho aos demais membros da comissão.

Com este objetivo, ele afirmou que na próxima segunda-feira (14) pretende já apresentar um esboço do parecer. “Entendemos oportuno socializar a construção do escopo, o embasamento jurídico e técnico que estamos construindo, para que eles possam também ofertar algum trabalho que seja importante para acrescentar ou fazer algum tipo de correção de rumo.”

Além dos deputados Marcos Vieira (PSDB), Moacir Sopelsa (MDB), Ismael dos Santos (PSD), Fabiano da Luz (PT) e Maurício Eskudlark (PL), também participaram da reunião o advogado do governador, Marcos Probst, e a assessora da Casa Civil, Íris de Lucas Linhares.

Ao final do encontro, o presidente da Comissão Especial, deputado João Amin (PP), reafirmou a decisão de, na próxima terça-feira (15), submeter à votação, no âmbito do colegiado, o parecer final que irá recomendar o acatamento ou o arquivamento do pedido de impeachment do governador Carlos Moisés da Silva (PSL), da vice Daniela Reinehr (sem partido) e do secretário Jorge Eduardo Tasca.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul