A onda de casos da variante Ômicron do novo coronavírus não causou aumento das hospitalizações de idosos, como era esperado, apesar de haver mais casos nessa faixa etária. A afirmação é de consultores científicos do governo do Reino Unido, divulgada nesta quinta-feira (20).

“O aumento de hospitalizações, previsto após maior número de casos de infecção em idosos, não foi observado até agora”, informa ata de reunião do Grupo Consultivo Científico para Emergências (Sage), realizada em 13 de janeiro.

“Isso pode estar ocorrendo “devido a níveis mais altos de proteção contra a hospitalização, a uma diminuição mais lenta da proteção vacinal ou ao impacto de comportamentos de precaução entre os mais vulneráveis e aqueles que vivem ao seu redor”, afirmaram os consultores.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Agência Brasil