Imaruí

A implantação do programa estadual de Gerenciamento Costeiro (Greco) para processo de planejamento integrado foi tema de uma audiência ontem, em Laguna. O Greco visa definir as atividades e procedimentos que, através de instrumentos específicos, permitem a gestão dos recursos naturais da zona costeira de forma integrada e participativa.

Com isso, objetiva-se melhorar a qualidade de vida das populações locais e preservar a fauna e a flora, através da adequação das atividades. Ontem, as diretrizes para chegar a esta meta foram discutidas entre as cidades que compõem o Setor 4 – Litoral Centro-Sul do Greco: Paulo Lopes, Garopaba, Imaruí, Imbituba, Laguna e Jaguaruna.

Ao todo, 36 municípios costeiros estão organizados em cinco setores. Entre os debates, o grupo defendeu a elaboração e fortalecimento de atividades em conformidade com as particularidades de cada região. No caso da região sul, a pesca artesanal é uma das profissões mais difundidas.