O desenvolvimento do turismo e a história do local foram um dos pontos determinantes dos investimentos.
O desenvolvimento do turismo e a história do local foram um dos pontos determinantes dos investimentos.

Wagner da Silva
Santa Rosa de Lima

A equipe de voluntários que trabalha na revitalização da igreja de Santa Catarina, a igrejinha, em Santa Rosa de Lima, retomou os trabalhos após a liberação dos recursos da última etapa da obra, pela Inter-American Fundation (IAF). Fiscais da entidade estiveram no local em agosto e inspecionaram os trabalhos já executados: parte externa do prédio, cemitério, galpões, salão, banheiros, cozinha e acesso.

O valor enviado pela IAF não foi confirmado, mas, segundo os coordenadores das atividades, servirá para manter as oficinas e contratar mão-de-obra para a reconstrução da parte interna da igrejinha. “Iniciar as oficinas é a prioridade, já que as pessoas que aprendem nos cursos são ‘empregadas’ na reconstrução do local”, explica uma das coordenadoras das atividades, Maria Aparecida Medeiros.

O envolvimento da população local na recuperação da área e do acesso despertou o interesse da prefeitura na obra. Tanto é que foi sinalizada a reconstrução da ponte de acesso nos moldes da época. “Com isso, a igrejinha será o principal ponto turístico do município”, destaca o prefeito Celso Heidemann (PP).
Além da IAF, estão envolvidos na revitalização membros da Ecovila Encostas da Serra

Geral, Acolhida na Colônia, Isacampeche e Agreco, que atuam junto com moradores no projeto de restauração da igreja, nos mutirões, na execução do projeto de jardinagem, paisagismo, pintura e oficinas.