Zahyra Mattar
Jaguaruna

Sempre que há transição de uma administração pública para outra, problemas são constatados. Seja como for, em nenhuma cidade tudo são flores. Existem pedradas, pedrinhas e rochas a serem quebradas. Em Jaguaruna, por exemplo, a coleta de lixo começou a se tornar um problema sério.

Tudo piorou no fim de semana, quando choveu pelo menos o dobro do previsto para todo mês na Amurel. “As pessoas têm o direito de reclamar. Os pontos costumeiros de coleta estão mais que cheios. A intenção era ter resolvido esta questão sábado. Assumi quinta-feira (passada) e não tive tempo de criar qualquer estratégia. Mas choveu muito e os caminhões nem mesmo podiam trafegar pelas ruas, especialmente no interior”, lamenta o prefeito Inimar Felisbino Duarte (PMDB).

Ontem, com o tempo mais firme e seco, Inimar colocou dez caminhões de pequeno e médio porte e duas carretas para recolher as montanhas de lixo acumuladas há mais de uma semana, antes mesmo de ele assumir a prefeitura. “Até amanhã (hoje), no fim do dia, não quero uma sacolinha de lixo acumulada na frente de nenhuma casa em Jaguaruna”, decreta Inimar.

Em Capivari de Baixo, outro município que enfrenta problemas, ainda mais graves do que em Jaguaruna, muito pouco pode ser feito até agora. Mesmo porque não houve tempo hábil da nova administração levantar tudo que precisa ser feito. O fim de semana de chuva atrapalhou os planos do prefeito Luiz Carlos Brunel Alves (PDMB) e do vice, Nivaldo de Sousa (PMDB). Eles queriam fazer expediente normal sábado e domingo para minimizar a situação da cidade.

Nas secretarias da prefeitura, não é diferente. Na de obras, o que mais preocupa é a da frota de veículos, praticamente toda com defeito. Carros, ambulâncias e caminhões foram colocados em exposição para que a própria população observe o resultado dos últimos quatro anos de governo. Na saúde e na assistência social, a falta de medicamentos preocupa. O Pronto Atendimento está aberto apenas para atendimento mínimos, já que não há equipamentos ou materiais de primeiros socorros. As emergência são enviadas para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão.