A nova tarifa só começa a valer a partir de 1º de maio

Tubarão

A Agência Reguladora de Saneamento de Tubarão (AGR) tem até quarta-feira para apresentar proposta de reajuste da tarifa de água no município. O aumento é uma prática já prevista em contrato com a concessionária Tubarão Saneamento e costuma ser discutido nesta época do ano.

A concessionária também faz a sua proposta de reajuste, mas quem decide o percentual é a própria AGR, a partir de um cálculo próprio que leva em consideração cinco itens, entre eles o preço de produtos químicos usados no tratamento da água e os gastos com energia elétrica.

Segundo o superintendente geral da AGR, Michel Szymanski, a concessionária está pedindo aumento de cerca de 20%. “Estamos vendo o que se adequa, o que está correto nesta sugestão. Agora a AGR está finalizando a sua proposta. Essa é a que vale”, afirma, acrescentado que a Tubarão Saneamento pode ainda questionar o percentual proposto pelo órgão regulador.

Definido o índice de reajuste, a prefeitura tem até dia 31 para publicar o decreto. A nova tarifa só começa a valer a partir de 1º de maio. O superintendente geral da AGR garante que, mesmo com o aumento, o preço da tarifa no município deve ficar abaixo do que é cobrado na região.

Em nota, a AGR afirma que a tarifa atualmente praticada em Tubarão é uma das mais baixas do Estado: R$ 27,83 por m3 – nos municípios atendidos pela Casan, por exemplo, a tarifa é de R$ 39,77.

Reajuste foi discutido em reunião de conselho

A discussão do reajuste foi um dos temas que dominaram a pauta da primeira sessão do Conselho Municipal de Saneamento Básico sob a presidência do engenheiro Francisco Beltrame. Ele sucede o também engenheiro Edson Corrêa, que exerceu a função até a última sexta-feira, quando foi realizada a eleição para o novo comando. Beltrame assume mandato de um ano.

O conselho conta com sete membros titulares: representante dos usuários (escolhido junto aos conselhos comunitários do município); dos concessionários ou permissionários que prestem serviços de saneamento básico (atualmente, a Tubarão Saneamento); do Poder Executivo; da Agência Reguladora de Saneamento (AGR); da Câmara de Vereadores; do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão; e da Associação Regional de Engenheiros e Arquitetos de Tubarão (Area).

Publicado às 18h20min desta segunda-feira, dia 13/03
Foto: Willian Reis/Portal Notisul