Aparecida do Taboado (MS)

Vinte e uma cabeças de gado morreram depois que um raio atingiu a fazenda Nossa Senhora de Fátima, em Aparecida do Taboado, 481 quilômetros de Campo Grande. O incidente ocorreu na noite da última quarta-feira (dia 20) e, segundo o produtor rural Nelson Bernal Salvador, o raio matou parte do rebanho de 150 cabeças, que pastava no local. Foram 17 vacas, um boi e três bezerros da raça Braford atingidos.


Segundo cálculos do Sindicato Rural, as mortes representam prejuízo de R$ 50 a R$ 60 mil – a carne de animais mortos por raios é imprópria para o consumo. Em tempos de chuva, o recomendado é a retirada do gado do pasto para colocá-lo em um estábulo quando a precipitação vier acompanhada de descargas elétricas.


De acordo com o produtor Nelson Bernal Salvador, os animais foram enterrados nesta quinta-feira (21), um dia após serem atingidos pela descarga elétrica.


“Há 28 anos morando aqui, foi a primeira vez que vi a criação ser atingida por um raio. ‘Foi triste ver todos eles mortos”, explica. Segundo Nelson, os prejuízos por conta da morte dos animais de cruzamento industrial, podem chegar a R$ 50 mil, mas afirma que poderia ter sido bem maior.


“No dia em que parte deles foram atingidos pelo raio, no pasto, tinham 150 cabeças de gado, os que morreram estavam próximos da cerca”, lamenta. De acordo com o produtor, uma imensa valeta foi aberta no pasto em que o gado foi atingido pela descarga elétrica. Foram usados dois tratores e uma máquina cedida pela prefeitura para ajudar no enterro dos animais.